Viagem e Turismo

Visite o Pantanal

Por admin em 4 de Abril de 2011

Um dos destinos mais bonitos do mundo está bem perto dos brasileiros, no coração da América do Sul. Conhecer o Pantanal é praticamente uma obrigação para quem ama viajar ou tem interesse pelo ecoturismo. Isso porque a região é um prato cheio, com uma vasta área repleta de espécies animais e vegetais, algumas bem raras. Devido a toda sua riqueza, o Pantanal é considerado Patrimônio Natural Mundial pela UNESCO. O Pantanal ocupa o sul do Mato Grosso, noroeste do Mato Grosso do Sul, norte do Paraguai e leste da Bolívia. As águas do Rio Paraguai formam imensas áreas inundadas na região, que servem de abrigo para animais como ariranhas e capivaras, além de várias espécies de peixes, entre eles o dourado e o pintado. Não é à toa que o destino é um dos queridinhos dos pescadores. Espécies em extinção de jacaré e a onça-pintada também são encontradas com mais frequência nessa área do que em qualquer outra. As grandes entradas para o Pantanal são as capitais do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Campo Grande e Cuiabá. Apesar de não estarem geograficamente dentro da região do Pantanal, elas oferecem toda estrutura de acesso. Dentro do Pantanal estão outras cidades menores, onde geralmente ficam as pousadas e restaurantes, entre elas Corumbá, Aquidauana e Miranda, onde você pode passar o dia. Quando ir Não falta o que fazer nessas terras. Além das belíssimas paisagens e a experiência única de ver todos esses animais bem de perto, os turistas ainda podem fazer cavalgadas, passeios de barco, canoagem, safári fotográfico, entre várias outras opções. Para escolher a melhor época para visitar o Pantanal, é preciso ter em mente o que se deseja ver e fazer. As secas, que ocorrem de maio a outubro, são o período ideal para a observação de animais da região, como onças e jacarés. Os pescadores vão encontrar condições perfeitas entre os meses de agosto e outubro, já que a partir de novembro, época em que os peixes sobem o rio, a pesca fica proibida. A época das chuvas acontece de novembro a abril, quando grande parte da área fica alagada. O que fazer As opções são inúmeras, mas uma das atividades de destaque no Pantanal é a pesca. Os peixes encontrados na região parecem até história de pescador, e é por isso que sua fama já correu o mundo. A estrutura do Pantanal para receber os pescadores tem melhorado muito, hoje várias pousadas oferecem toda a estrutura para uma pescaria tranquila. Além da pesca em barcos ou na beira do rio, existem barcos-hotéis, que partem de algumas cidades da região, como Corumbá, e passam cerca de uma semana navegando. Com um espírito esportivo, os pescadores do Pantanal costumam praticar o ‘pesque e solte’, devolvendo os animais à água depois de pescados. O limite para levar para casa é de 10 kg de peixe, além do maior peixe pescado, e é preciso uma Licença de Pesca para praticar a atividade, que pode ser retirada em uma agência do Banco do Brasil. Vários hotéis prestam esse serviço aos seus hóspedes. O espírito da maioria dos passeios no Pantanal é ficar bem pertinho da natureza. Os turistas podem fazer trilhas, descer os rios com botes (o percurso muda sempre com as cheias), observar as aves migratórias ou mergulhar nos rios propícios da região. Outra atividade muito interessante é o safári fotográfico, que promete fotos incríveis. Quem gosta de um pouco mais de emoção, vai adorar observar os jacarés á noite. A região ainda possui grutas que podem ser visitadas, além de navegação em lagoas e passeios a cavalo imperdíveis por esse cenário único. Se você também vai aproveitar pra conhecer a capital Cuiabá, veja aqui algumas dicas de pontos turísticos para conhecer na capital matogrossense. O que levar Esteja sempre preparado para variações de temperatura, levando roupas leves e algumas mais pesadas, além de capas de chuva, já que elas são freqüentes na região. Óculos escuros e protetor solar são sempre bem-vindos, o sol pode ficar bem forte. Leve também medicamentos dos quais você possa precisar, pois o local é afastado dos grandes centros urbanos. Repelente também é indispensável em regiões como o Pantanal, assim como as câmeras fotográficas. Como chegar O acesso ao Parque Nacional do Pantanal é feito por via fluvial. Partindo de Cuiabá, são 100 km até Poconé, e mais 147 km pela via Transpantaneira até Porto Jofre, onde os turistas vão de barco até a sede. A parte fluvial da viagem costuma durar cerca de quatro horas. Vai aproveitar o feriadão de Páscoa e Tiradentes para visitar a região? Veja os preços especiais do Deville Cuiabá para o feriado!




Veja também

Natal saboroso: receitas deliciosas para uma ceia incrível

Passeio cultural em São Paulo: conheça a Casa das Rosas

Reserva online