Entre Bonito – com suas águas cristalinas, grutas, cachoeiras e mergulhos -, e o Pantanal, com a diversidade natural, o Mato Grosso do Sul guarda inúmeros encantos para quem adora natureza. Lar da onça pintada e de centenas de espécies de aves, o estado é palco de diversas atrações e de várias das mais belas vistas no Brasil. Os visitantes costumam chegar por Campo Grande, a capital do Mato Grosso do Sul, para almoçar em um restaurante típico e fazer um city tour. Em seguida, partem para os destinos naturais. Confira a seguir três opções inesquecíveis no Mato Grosso do Sul.  

Bonito

Adriana Merjann, diretora da Bonito Way, empresa especializada no turismo sul mato-grossense, explica que existem passeios para todas as pessoas e para todos os níveis de aventura.  “O ideal seria a pessoa conhecer pelo menos uma gruta, uma flutuação, conhecer o rio Formoso, que tem várias atrações, e fazer também uma visita a uma cachoeira. Além disso, existem várias outras opções como rapel e mergulho com cilindro. O importante é fazer um pouco de tudo”, salienta. Grutas como a de São Miguel e a de São Mateus e as flutuações no Aquário Natural e no rio Sucuri, onde é possível ver variadas espécies de peixes, são algumas das 50 atrações diferenciadas em Bonito. A cidade conta ainda com dois festivais, o de inverno em julho e o Festival da Guavira, que ocorre no começo de dezembro e reúne atrações musicais, oficinas de arte e gastronomia local.  

O Pantanal

Mas as belezas não acabam em Bonito. O Pantanal também oferece diversos passeios. Lá, existem 650 espécies de aves, incluindo a bela Arara Azul, ameaçada de extinção. Também são encontrados outros animais, como o grande Tamanduá Bandeira e o Jacaré-do-Pantanal. Adriana explica que existem fazendas que recebem as pessoas para se hospedar e fazer diversos passeios, ou somente para passar o dia. “A primeira fazenda fica bem próxima de Bonito, 170 km. Nela é possível fazer o safari fotográfico, passeio de chalana com pesca de piranha e alimentação de jacaré e saídas a noite para observação de animais”, destaca a diretora. Além disso, os visitantes podem vivenciar o Luau Pantaneiro, com comidas típicas, fogueiras e histórias contadas pelos boiadeiros do Pantanal.  

Corumbá

A cidade de Corumbá é conhecida também pela diversidade cultural, sendo uma tríplice fronteira com o Paraguai e a Bolívia. Lá, também existem safaris na Estrada Parque, passeios de pesca e visitas aos países vizinhos. A cidade também conta com festas, como o tradicional banho de São João, que acontece em junho. Adriana revela que a população de Corumbá é festeira e destaca o festival América do Sul, que junta cultura do Brasil, Bolívia e Paraguai.  

Gastronomia

A gastronomia do estado tem muita influência dos países vizinhos. No estado é muito comum encontrar a chipa, receita de pão de queijo comprido e rústico, a sopa paraguaia e o conhecido tereré, parecido com o chimarrão, mas servido gelado.  

Hotel Deville Prime Campo Grande

  A rede de Hotéis Deville conta com o mais novo Deville Prime, localizado em um dos bairros mais valorizados de Campo Grande, próximo ao Parque das Nações Indígenas. O hotel está cercado por ampla área verde e possui 196 apartamentos e suítes climatizados, que oferecem todo o conforto, privacidade e modernidade necessários para a sua hospedagem, seja ela a trabalho ou a lazer. Disponibiliza ainda apartamentos adaptados para portadores de necessidades especiais.   (67) 2106-4600 | Av. Mato Grosso, 4.250 – Caranda Bosque ‐ Campo Grande (MS)




Veja também

Qual melhor forma de realizar uma apresentação para clientes?

4 vinícolas para visitar na serra catarinense

Reserva online