Viagem e Turismo

Táxi!

Por Administrador em 28 de Maio de 2014

As opções para se deslocar durante uma viagem não são poucas. Ônibus, metrô, carro alugado. Mas nenhuma parece tão prática e simples quanto acenar para um táxi e dar o endereço de destino para o motorista. Entretanto, esse meio de transporte nem sempre é o mais vantajoso, já que costuma ser caro, dependendo da cidade em que a pessoa se encontra. Para a blogueira Carol Guelber, do Vícios e Viagens – viciosdeviagem.com-, em algumas cidades o preço do táxi compensa. “Dubai, por exemplo, é uma cidade cara, mas andar de táxi por lá compensa bastante, por ser o berço do petróleo”, destaca Mas não só o preço deve ser observado. O trânsito da cidade também deve ser levado em consideração, já que o viajante pode passar muito mais tempo dentro do táxi do que conhecendo a cidade. Para quem viaja em duas ou mais pessoas, o carro também é uma boa opção, já que o valor pode ser dividido. O táxi também é uma forma de transporte mais segura, especialmente à noite. “Chegar muito tarde em aeroportos faz dele, muitas vezes, uma melhor ou até mesmo a única opção”, destaca Carol. Cuidado! Entretanto, existem muitas histórias de taxistas que se aproveitam de quem está viajando. “Já levei golpe de taxista no Rio de Janeiro e sei de muita gente que já foi roubada em Buenos Aires. Taxistas querendo levar vantagem sobre turistas estão espalhados pelos quatro cantos do mundo”, diz. A dica da blogueira é que deve-se sempre negociar antes e certificar-se muitas vezes do valor. Além disso, ela indica que é importante sempre pedir para o motorista anotar em um papel o valor pedido, com a própria letra dele. “Procure também pagar em um local claro e pronuncie o valor da nota que você está dando em bom tom para que o taxista não tenha chance de trocar a nota”, indica.




Veja também

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Home office está surpreendendo os empresários

Reserva online