Ao chegar em alguns países, poderá ser exigido do viajante a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia – CIVP. O motivo é porque o documento pode comprovar que a pessoa se imunizou contra as doenças definidas no Regulamento Sanitário Internacional – RSI.

África do Sul, Austrália, México e Jamaica são algumas das nações que exigem a certificação de passageiros oriundos de países onde pode haver o risco de contaminação de febre amarela, por exemplo. O Brasil é um deles.

Tomar a vacina contra a febre amarela antes de viajar é uma recomendação feita pelo governo brasileiro não só para quem vai aos países onde é necessário portar o certificado. Os viajantes que têm como destinos áreas internacionais onde existe a possibilidade de contrair a doença também devem ser imunizados.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda, ainda, se vacinar contra a febre amarela ao visitar cidades nacionais onde há o risco de transmissão da doença.

Outra sugestão da Anvisa é buscar se imunizar contra a poliomelite quando se dirigir a locais em que é comprovada a ocorrência dessa patologia, como no Afeganistão e Somália.

Vale lembrar, ainda, que além da febre amarela e da poliomelite, há chances de contaminação por outros tipos de doenças em diversos lugares do globo. A malária e a cólera servem de exemplo.

Para saber como se proteger, a Anvisa disponibiliza a página “Saúde do Viajante”. Lá, o visitante poderá se informar sobre as exigências feitas por cada país do mundo, bem como sobre as orientações feitas pelo governo para cada destino no mundo. Ainda, indica o que é necessário fazer para obter o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia.

Segundo a Agência, a grande movimentação de pessoas em territórios internacionais aumenta as chances de disseminações de doenças pelo mundo. Fica a cargo do viajante tomar os devidos cuidados para se proteger.

Para saber mais sobre vacinas para viajar, acesse a página da Anvisa destinada aos viajantes: www.anvisa.gov.br/viajante/




Veja também

Qual melhor forma de realizar uma apresentação para clientes?

4 vinícolas para visitar na serra catarinense

Reserva online