Viagem e Turismo

Patagônia

Por Administrador em 17 de julho de 2012

Quando o desbravador espanhol Fernão de Magalhães chegou às Américas, no século 16, ficou impressionado com o porte dos habitantes locais, os Tehuelches. Com 1,80 metro de altura, eles eram muito mais altos do que os europeus da época, que não passavam muito dos 1,50. Os gigantes foram apelidados “Patagóns” por Fernão, uma referência a um monstro de uma antiga novela medieval. Anos mais tarde, o lar dos patagóns levou seu nome: Patagônia. Extensa, repleta de paisagens exóticas e coberta de mistérios, essa região da Argentina é um dos destinos mais procurados pelos turistas. A Patagônia ocupa a maior parte do território do país e é formada por seis províncias: Río Negro, La Pampa, Neuquén, Chubut, Santa Cruz e Tierra del Fuego. Patagônia_-_Na_província_de_Chubut.jpg Na província de Chubut, os turistas podem observar pinguins, baleias, golfinhos e leõs-marinhos Entre as atrações da imensa Patagônia, se destacam os esportes na neve e as charmosas cidades que fizeram do frio sua principal atração. San Carlos de Bariloche é parada obrigatória, assim como o Cerro Catedral, uma famosa estação de esqui a 20 km da cidade. Patagônia_-_Construção_típica_no_centro_de_San_Carlos_de_Bariloche.jpg Construção típica no centro de San Carlos de Bariloche Destaque também para o Cerro Chapelco, a 20 km da cidade San Martin de Los Andes, e o Cerro Castor, a apenas alguns minutos da cidade de Ushuaia. Todos os centros possuem pistas para iniciantes e pessoas mais experientes, além de uma estrutura completa com restaurantes, lojas e hotéis. Saindo do frio para as águas quentinhas das fontes termais, você poderá visitar as Termas de Copahue, ao pé do vulcão Copahue, na província Neuquén. Além das piscinas termais, os turistas podem fazer uma série de tratamentos relaxantes e revigorantes – impossível não voltar renovado para casa. Em La Pampa, dois centros termais oferecem essa mesma estrutura. O Parque Termal Guatraché tem tratamentos com lama e águas termais a 32°C, além de tratamentos estéticos. As Termas de Bernardo Larroudé possui piscinas ao ar livre, tratamentos para relaxamento e para a cura de doenças vasculares, reumáticas e dermatológicas. Patagônia_-_Pôr_do_sol_em_Santa_Rosa_capital_de_La_Pampa.jpg Pôr do sol em Santa Rosa, capital de La Pampa A Patagônia ainda oferece uma série de atrações culturais, entre elas a Festa da Noite Mais Longa, que acontece no dia 21 de junho, na cidade de Ushuaia, e dá início a uma série de atividades invernais. . Na mesma cidade, museus como o Museu do Fim do Mundo completam o passeio pela história e cultura local. Patagônia_-_O_Museu_do_Fim_do_Mundo_em_Ushuaia.jpg O Museu do Fim do Mundo, em Ushuaia Santa Rosa, a capital da província La Pampa, também oferece festivais populares, como a Festa Provincial do Sal, e atrações históricas como a Catedral e o Teatro Espanhol. A cidade de Santa Cruz coleciona portos e museus que valem a visita, como o Puerto Deseado, descoberto por Fernão de Magalhães no século 16, e o Museu dos Pioneiros. Feche o passeio na cidade San Martin de Los Andes, considerada a Cidade das Artes, e o Museu Nacional de Belas Artes da cidade de Neuquén. Outra província que se destaca culturalmente é Chubut, onde, além de observar animais como baleias, golfinhos e pinguins, os turistas podem conferir museus como o Histórico Regional de Gaiman e o Museu do Petróleo de Comodoro Rivadavia. Quem prefere um contato maior com a natureza pode optar pelos parques nacionais localizados da Patagônia, como o Parque Nacional Los Glaciares e o Parque Nacional Terra del Fuego. Em todos, montanhas, vales, rios e lagos formam paisagens impressionantes, que podem ser observadas com uma estrutura turística de ótima qualidade. Atividades como trilhas, escalada, cavalgadas e esportes aquáticos são uma atração dos parques e fazendas da região. Patagônia_-_Parque_Nacional_Los_Glaciares_2.jpg Parque Nacional Los Glaciares Traços da história do mundo também estão em terras patagônicas, e eles podem ser vistos em locais como a Cueva de Las Manos, na cidade de Santa Cruz, onde pinturas pré-históricas decoram as paredes. Seja qual for o destino ou o motivo da viagem, esteja preparado para encontrar cenários paradisíacos e surpreendentes na Patagônia. Em sua viagem, procure pelas capitais e cidades mais populares da região, que possuem ótimas estruturas turísticas. Uma boa opção é se hospedar nessas cidades e fazer passeios de um dia para destinos mais exóticos. Patagonia_-_Pinturas_pré-históricas_na_Cueva_de_Las_Manos_em_Santa_Cruz.jpg Pinturas pré-históricas na Cueva de Las Manos, em Santa Cruz A Patagônia possui atrações para todas as estações do ano, mas esteja atento às principais características de seu destino. Cidades como Bariloche são divertidas no verão, mas ganham um charme especial no inverno. Não é necessário visto para visitar a Argentina, apenas RG ou Passaporte. Se você viaja com crianças, tenha a certeza de estar levando a autorização de ambos os pais (caso um deles não esteja presente). Você pode encontrar mais informações no site do Consulado Geral do Brasil em Buenos Aires: http://www.conbrasil.org.ar/CONSBRASIL/info_tur_brasileiro.asp Patagônia_-_Neve_3.jpg Montanhas ficam cobertas de neve




Veja também

Saiba como manter amizades

Novas receitas: Tilápia na Manteiga de Canela no Deville Cascavel

Reserva online