Viagem e Turismo

Nas telonas

Por Administrador em 14 de Fevereiro de 2012

Alguns lugares são tão bonitos e encantadores que parecem ter saído de dentro de um filme… na verdade é quase isso: os filmes é que foram para dentro destes lugares. Conheça alguns destes cenários da vida real que são pano de fundo para a ficção. O Código Da Vinci O filme é baseado nos livro de Dan Brown sobre as aventuras do professor Robert Langdon, um especialista em simbologia , interpretado por Tom Hanks. Em O Código Da Vinci, Langdon viaja a Paris para tentar solucionar um assassinato no Museu do Louvre, o museu mais visitado do mundo e lar da Monalisa, de Leonardo Da Vinci. Código_Da_Vinci_-_Louvre.jpg Dada a cartada inicial, a cidade toda se transforma em um grande cenário, passando pela Pont du Carrousel, igreja Saint-Sulpice; a casa de Leigh Teabing, um dos personagens chave da narrativa, é o Chateau de Villette, próximo a Paris. Na parte do filme que se passa na Inglaterra, os personagens buscam por pistas na Temple Church, que realmente foi a sede dos Cavaleiros Templários na Idade Média. Langdon também visita a Abadia de Westminster, cuja parte mais antiga data de 1050. Desde 1066, todas as coroações dos monarcas ingleses aconteceram no local. A igreja não permitiu que o interior da Abadia fosse filmado, por isso, essas cenas foram gravadas na Lincoln Cathedral. As pistas finais da busca levam os personagens à Rosslyn Chapel, na Escócia, construída em 1450. A uma pequena distância da capela estão as ruínas do Rosslyn Castle, onde os personagens se despedem. A Praia Impossível assistir a esse filme sem desejar estar no lugar de Richard (Leonardo DiCaprio) em (quase) todas as cenas. A praia paradisíaca que serviu de cenário para o filme de Danny Boyle foi Hat Maya, a principal praia de Phi Phi Leh Island, na Tailândia. O local foi afetado pelo tsunami de 2004, mas já está reconstruído. A_Praia_-_Phi_Phi_Leh_2.jpg Os turistas podem chegar até lá de barco, partindo das cidades de Krabi ou Phuket – algumas cenas também foram filmadas nas cidades. Também serviram de cenário a cidade de Bangkok, capital da Tailândia, e a cachoeira Haeo Suwat, no Parque Nacional Khao Yai, o segundo maior do país. O parque está há três horas de viagem da capital. Ghost A história de amor de Molly (Demi Moore) e Sam Wheat (Patrick Swayze) vence até os limites da morte. Ghost foi filmado na cidade de Nova York. O apartamento espaçoso de Molly está no bairro Tribeca, mais especificamente na Prince Street, nº 104. Ghost_-_Franklin_Street_Station.jpg O incidente que tira a vida de Sam acontece na Crosby Street e o assassino foge para o metrô na Franklin Street Station até a Myrtle Avenue Station, no Brooklyn. Oda Mae Brown (Whoopi Goldberg) convence Molly da presença de Sam no restaurante Mezzogiorno, na Spring Street, nº 195, no bairro Soho. O restaurante italiano ainda funciona e se tornou ponto de encontro dos artistas locais. Muitas das cenas da estação de metrô foram filmadas em estúdio na cidade de Los Angeles. Na capital da Califórnia também estão os bancos visitados por Sam e Oda Mae. Um deles é o antigo prédio do Bank of America, no centro da cidade, que também já foi cenário para O Máscara e Homem Aranha 2. O segundo banco é o Ebell of Los Angeles, que também apareceu em Forrest Gump e a Família Addams. Onze Homens e um Segredo Las Vegas já foi cenário de incontáveis filmes, entre eles Se Beber Não Case e Jogo de Amor em Las Vegas. Mas um dos que mais marcaram sua história foi o clássico Onze Homens e Um Segredo. O cenário mais notável é o hotel e cassino Bellagio, com sua fonte de águas dançarinas – se você quiser ver uma das apresentações como a que encerra o filme, elas acontecem a cada meia hora das 15h às 20h e a cada 15 minutos das 20h à 0h. Onze_Homens_-_Bellagio.jpg Muitos dos cassinos de Las Vegas aparecem no filme, entre eles o Treasure Island, The Mirage, o Caesar’s Palace e o MGM Gold, onde o dono do Bellagio, Terry Benedict (Andy Garcia) assiste a uma luta de boxe enquanto é assaltado por Ocean (George Clooney) e seu time. O Último Samurai O filme tem alguns cenários reais impressionantes, que combinam perfeitamente com a emoção da história. Um deles é o Templo Sho-sha-zan Engyo-ji , na cidade de Himeji, que serviu como o Templo de Katsumoto no filme. O templo está no topo da montanha Shosa, a 20 minutos de ônibus de Himeji. Ele também é acessível por um teleférico e uma trilha de 15 minutos. O palácio imperial do imperador Meiji é na verdade o Templo Chion-In, em Tokyo, uma construção de cerca de 400 anos. Último_Samurai_-_Chion-In.jpg Várias cenas também foram filmadas na Nova Zelândia. A vila japonesa que aparece no filme foi construída no Uruti Valley e o Monte Taranaki fez as vezes de Monte Fuji. O porto onde Nathan Algren (Tom Cruise) desembarca no Japão é um set construído em New Plymouth, a mesma cidade em que está o Pakekura Sports Ground, onde as tropas japonesas são treinadas no filme.




Veja também

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Home office está surpreendendo os empresários

Reserva online