O que leva um turista ao seu destino? Uma série de coisas: a história, a cultura ou as belezas naturais de cada lugar. E ainda tem os destinos onde o entretenimento é prioridade máxima. Nelas, é simplesmente impossível ficar parado; dos hotéis aos eventos, tudo conspira para que os visitantes se divirtam 24 horas por dia. Conheça algumas dessas cidades, descubra o que elas têm a oferecer e por que é tão difícil ir embora. Las Vegas – Estados Unidos Quando falamos em entretenimento, Las Vegas é a Meca. Sua fama já correu o mundo e foi inúmeras vezes argumento para filmes e séries – você certamente já escutou alguma história sobre bebedeiras homéricas e casamentos dos quais os noivos não se lembram. Nada muito difícil entender depois de conhecer a fabulosa Las Vegas. A maior parte das atrações está concentrada na The Strip, como é conhecida a Las Vegas Boulevard. Ao longo dessa movimentada avenida estão os mais famosos cassinos e hotéis da cidade. À noite, a vista é impressionante. Uma verdadeira guerra de luzes, belas fachadas, espetáculos e apresentações ao ar livre toma conta do cenário. Quem caminha pela rua pode se deparar com o impressionante show das águas das fontes do cassino Bellagio, embalado ao som dos maiores clássicos da música, ou com uma invasão pirata diante do Treasure Island. Gabriel Rabelo, que visitou Las Vegas durante uma viagem de intercâmbio nos Estados Unidos, recomenda a caminhada, “O melhor passeio foi observar a avenida toda iluminada à noite, a pé: o movimento do pessoal, as lojas, os carrões”. deville_lasvegas1.jpg Cada cassino possui uma temática própria e atrações exclusivas. O New York New York reproduz a cidade estado-unidense e conta com uma das maiores montanhas-russas da cidade. O Paris e o The Venetian reproduzem, respectivamente, os cenários da capital francesa e de Veneza, na Itália. No Mirage, o espetáculo Love, do Cirque du Soleil, homenageia os Beatles. O Luxor, em forma de pirâmide, conta com apresentações do ilusionista Criss Angel, um dos melhores do mundo. Las Vegas também conta com um dos parques de diversão mais surpreendentes do mundo. No topo da torre do hotel e cassino Stratosphere, com mais de 300 metros de altura, três brinquedos levam a adrenalina dos visitantes às alturas – literalmente. O Big Shot, X-Scream e o Insanity brincam com a velocidade enquanto sacodem os visitantes a metros do chão. É impossível não gritar. deville_lasvegas2.jpg A exuberância e a ostentação de Las Vegas impressionam. A beleza das fachadas dos cassinos e hotéis está também em cada detalhe dos interiores, onde máquinas caça-níquel compõem um ambiente colorido e barulhento. Nas mesas de pôquer, as apostas são altíssimas e nos bares os drinques rolam soltos. Se você exagerar na bebida, fique longe das capelas espalhadas pela cidade, especialmente da Little White Chapel, a mais célebre da região. Os casamentos existem sim, e são para valer. Las Vegas conta também com centenas de espetáculos, que acontecem todos os dias, em vários locais. Não deixe de conferir a programação assim que chegar. Para quem visita a cidade pela primeira vez, Gabriel tem um ótimo conselho: “A primeira dica é ter paciência, pois o trânsito na principal avenida de Las Vegas é grande. Mas como é um passeio, não precisa ter pressa. Outra dica é conhecer os cassinos a pé, você aproveita mais, e não demora tanto pra conhecer todos”. Ibiza – Espanha Ibiza tem o culto pela liberdade e prazer marcados em sua história. Nas décadas de 60 e 70, a ilha espanhola era um dos destinos mais queridos entre os jovens hippies, que com suas roupas coloridas (ou sem elas) e cabelos compridos aproveitavam o sol e o mar azul ao som do bom e velho rock n’ roll. Hoje é a música eletrônica que contagia os visitantes, que dividem seus dias entre as praias e as baladas. Ibiza é um dos destinos europeus mais procurados pelos jovens sedentos por festas intermináveis e gente bonita. deville_ibiza.jpg Uma das melhores formas de conhecer o local é de carro, scooters ou bicicletas. Entre as praias mais populares está Talamanca, com águas tranquilas e vários bons restaurantes, entre eles o Restaurante Talamanca, cuja especialidade é o estrogonofe de camarão. Na Salinas estão as melhores festas da região. A praia é muito frequentada pelos remanescentes do movimento hippie e possui uma região reservada para os praticantes de nudismo. É nela que está também a Reserva Natural de Ibiza e Formentera. A Bossa é perfeita para os fãs de esportes aquáticos e amantes da gastronomia. Os bares e restaurantes dão apoio às festas que acontecem durante o dia todo na areia. Os hotéis que ocupam a orla da Figueretas proporcionam uma bela vista das construções históricas da região de Dalt Vila, parte mais antiga de Ibiza. A praia ainda possui quiosques que vendem peças exclusivas de artesanato local e é a preferida do público GLS. A Es Cavalett é a praia preferida dos praticantes do nudismo, com várias opções de quiosques e bares na orla. Os petiscos e coquetéis servidos no local são famosos na região. Quem procura uma opção mais tranquila pode visitar a As Caleta, com um ambiente mais familiar e lindas construções históricas, a maioria datada do século XVIII. As praias Cala Tarida, Cala Comte, Cala Hort, Es Canar, Cala Sant Vicent e Cala Jondal, próxima ao centro, são também ótimas opções para quem visita a região. Na maioria das praias é preciso pagar pelos guarda-sóis e cadeiras, mas, se você pretende passar o dia à beira-mar, o aluguel vale a pena. Camila Schuback, que visitou Ibiza em 2010, conta que a combinação de restaurantes e bares é imperdível, e indica os passeios: “O pôr do sol em Cala Comte, ao som de um DJ em um bar chamado Asheran é imperdível! Curtir uma praia durante o dia em Salinas e almoçar em um dos bares super descolados da praia. Jantar em um restaurante, que é parada obrigatória das celebridades, chamado Macao Cafe. Fazer um esquenta no Km5 e reservar um dia para ir à Ilha de Formentera”. As visitas à ilha são feitas com catamarãs e duram uma hora e meia. Além das praias, os turistas podem conhecer locais interessantes como a Cova de Can Marca, um conjunto de grutas subterrâneas, ou a La Marina, onde os jovens se encontram antes da balada. Uma feira hippie toma conta dessa região nos meses de verão. Na Dalt Vila, região mais antiga da ilha, está o Museu Arqueológico de Ibiza e Formentera, a Catedral de Santa Maria e o Museu de Arte Contemporânea. As ruas medievais são repletas de bares e restaurantes, uma ótima pedida para quem quer apreciar um almoço com vista para o mar. Outro bom passeio é o mercado Las Dálias, com mais de 200 barracas. Nele são vendidos itens variados, como bijuterias, roupas e assessórios. Os bares também roubam a cena em Ibiza. Entre os mais famosos está o Blue Marlim, com iates ancorados na frente e apresentações de nomes de peso da música internacional. O Km5 possui um restaurante gourmet e uma pista de dança agitada e o Nassau disponibiliza espreguiçadeiras na praia e serve drinques exóticos. Quem quiser sair para dançar não pode deixar de conhecer o Amnesia, uma das melhores baladas do mundo, em atividade desde os anos 70. O Éden atende cinco mil pessoas por noite em um ambiente embalado pelo Trance. O Es Paradis é famoso pela Festa da Água, quando a pista de dança fica alagada, e o Pacha conta com os melhores DJs e áreas VIPs. No Privilége os visitantes podem conhecer a maior pista de dança do mundo. deville_ibizafesta.jpg Com atrações variadas, Ibiza pode ser um ótimo destino tanto para os jovens que viajam entre amigos quanto para as famílias. Camila aprovou o passeio e não tem ressalvas em relação ao destino. “O que me chamou a atenção foi a infraestrutura da ilha e que ela oferece diversão para todos os tipos de pessoas. Você pode tanto curtir o dia quanto a noite”, conta.




Veja também

4 vinícolas para visitar na serra catarinense

Como identificar câmeras ocultas em Airbnb?

Reserva online