Acima de qualquer religião, igrejas são símbolos de fé e templos de reflexão, indispensáveis na maioria dos roteiros turísticos. Conhecer as igrejas das cidades por onde você passa também é conhecer mais da cultura, religiosidade e história daquele povo. Por isso igrejas também são cartão-postal frequente em muitas viagens: as mais pomposas foram construídas há centenas de anos, em meio a guerras, disputas por territórios e são cheias de detalhes que representam a luta e a riqueza dos desbravadores. Muitas delas são tão imponentes que valeriam dias inteiros de visitação. Pinturas, afrescos, vitrais e imagens sagradas misturam-se a materiais nobres, ouro e pedrarias riquíssimas. A arquitetura elaborada desafiava as condições bem mais simples dos séculos passados. Sem nenhuma tecnologia ou grandes maquinários, os operários erguiam verdadeiros impérios da fé desafiando as condições adversas daquele tempo. Também por isso as construções levavam anos, às vezes décadas inteiras. O Santuário de Las Lajas, na vizinha Colômbia, é um dos mais imponentes exemplos da arquitetura religiosa construída com muito suor. Erguido entre 1916 e 1949, chama a atenção pela localização: em meio às colinas, na fronteira com o Equador, o Santuário está ligado à terra firme por uma imensa ponte e recosta sua estrutura nas imensas pedras das montanhas. deville_laslajas.jpg Santuário Las Lajas, na Colômbia: arquitetura desafiando a natureza Mas poucas igrejas são tão visualmente intensas quanto a Igreja da Sagrada Família, em Barcelona. Apesar de ficar localizada na cidade, a igreja inspira-se não somente na história católica, mas em elementos da natureza. Idealizada por Antonio Gaudí, que trabalhou no projeto durante toda a sua vida, começou a ser construída em 1882 e ainda está sendo finalizada. Se já atrairia o olhar dos turistas por sua imensidão, é nos detalhes que a Igreja da Sagrada Família rouba a cena por completo. A estudante Marcella Isfer impressionou-se justamente com os detalhes: “é tudo inspirado na natureza. As gárgulas representam animais, os pés das torres são tartarugas, os topos árvores… tudo isso faz da igreja uma construção realmente única, imperdível, inexplicável”, relata. deville_sagrada1.jpg Igreja da Sagrada Família atrai milhares de turistas deville_sagrada2.jpg Detalhes da construção simbolizam a história católica e elementos da natureza Voltando para a América do Sul, a Catedral Metropolitana de Santiago do Chile é outro templo de riqueza. Construída em 1748, no espaço que antes abrigava duas catedrais, destruídas por terremotos. Esculturas em tamanho real e metais preciosos nos detalhes das pinturas religiosas chamam a atenção de quem visita a Catedral – é impossível não emocionar-se lá dentro. Localizada na Praça das Armas, é um ponto turístico indispensável para quem visita a capital chilena. deville_catedralchile.jpg Contraste: ao lado da catedral, um moderno edifício com fachada de vidro – o reflexo da igreja no prédio rende fotos incríveis.




Veja também

5 sites para encontrar histórias incríveis de viagem

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Reserva online