Voltou a aparecer na mídia, em setembro, o assunto sobre os casos de furtos e roubos sofridos pelos turistas brasileiros em Orlando, na Flórida (EUA). O tema traz à tona, uma vez mais, a questão da segurança do turista e como ele deve agir para se prevenir ou onde pode procurar ajuda ao se deparar com uma situação dessas. O jornalista e autor do blog Rodei Viagens, Thiago Khoury, fala que muitos dos incidentes ocorridos com os brasileiros nos Estados Unidos e na Europa acontecem devido ao fato de se preocuparem menos com a questão da segurança quando viajam a esses destinos. Segundo ele, ao sair do país, os turistas deveriam continuar a seguir os mesmos preceitos básicos obedecidos em casa. “Se por um lado existe um número crescente de casos de furtos em estacionamentos a céu aberto de shoppings e outlets, existe um número igualmente crescente de brasileiros que acreditam que isso não irá acontecer, por se tratar de um país desenvolvido. Já presenciei inúmeros pais de família abrindo o carro várias vezes ao longo do dia para guardar sacolas e mais sacolas antes de voltarem às compras, algo que eles dificilmente fariam no Brasil”, diz. Outro cuidado importante em viagens é deixar o passaporte e demais documentos dentro do cofre do quarto do hotel, ou em malas trancadas com os cadeados. A sugestão do jornalista é não carregar toda a documentação em passeios, para evitar correr o risco de perdê-las. Levar a carteira de motorista ou a identidade brasileira já é suficiente. “É interessante andar com uma cópia colorida da página de identificação do passaporte e visto, caso haja. Uma coisa que sempre faço é colocar as digitalizações de todos os meus documentos no e-mail. Assim, posso acessá-los do smartphone”, acrescenta Thiago Khoury. Já para ficar longe de pessoas mal intencionadas e evitar roubos ao viajar, a dica é transmitir segurança, para não virar alvo dos golpistas. Estudar o destino faz com que o turista tenha mais conhecimento sobre o local e não pareça um desavisado, pois os oportunistas buscam esse tipo de pessoa.

Roubos no Exterior: O que fazer?

Mas, se for precavido e ainda assim passar por assaltos e roubos fora do Brasil, a primeira atitude a se tomar é buscar pela polícia local. Em casos de arrombamento de quartos de hotéis, será preciso ainda procurar a gerência do estabelecimento. “Por mais que o estardalhaço tenha sido grande, é importante lembrar que em 2013 Orlando bateu todos os recordes de visitação interna em território americano e recebeu mais de 59 milhões de turistas, um número imensuravelmente maior do que a quantidade de relatos divulgados referentes a arrombamentos em quartos de hotéis”, afirma.




Veja também

Prepare-se para a 43ª Festa das Nações de Guaíra

E-mail, carta ou telefone: como convidar para um evento?

Reserva online