Tecnologia

Redes sociais e emprego

Por admin em 10 de julho de 2013

As redes sociais são parte cada vez mais ativa da vida dos trabalhadores. Todos estão conectados e compartilhando informações. Graças a esse espaço aberto, as redes podem ser tornar aliadas de quem busca emprego. O grande problema é saber aproveitar corretamente. Fernando Marucci, regional managing partner e headhunter da Asap Recruiters, dá algumas dicas do que os recrutadores buscam nas redes. Rede corporativa A mídia social tem cada vez mais ramificações, inclusive corporativas, como LinkedIn. Marucci considera essa a principal rede para quem procura trabalho. “Usamos sempre redes que foquem no lado profissional para saber mais sobre o candidato. Dificilmente olhamos Facebook para avaliar as postagens das pessoas”, explica. Grupos O headhunter destaca também os grupos dentro da rede social. É possível criar comunidades de determinados setores ou funções e participar dos já existentes. “É uma excelente ferramenta aliada para que você aumente seu networking e saiba quais posições estão rodando no mercado”, conta Marucci. Currículo em dia Tenha suas informações sempre atualizadas e completas nas redes. Descreva bem suas experiências e capacidades e lembre-se que proficiência em outro idioma ainda é um diferencial importante no Brasil. Busque recomendações de profissionais na área, pois causa uma boa impressão nos recrutadores. “Ter uma indicação de pessoas importantes no meio endossa o currículo e dá subsídios para quem procura o candidato”, completa. Nada substitui a boa conversa Todo esse contato on-line vai ser formalizado por meio de uma entrevista pessoal. “A entrevista formal é imprescindível. Pela internet você tem a acesso ao material e chega ao profissional, mas não consegue avaliar sua capacidade”, diz. Depois de empregado Várias empresas têm seus próprios manuais de conduta nas redes sociais. Fique atento para não postar sobre preguiça de trabalhar ou reclamações sobre colegas e chefes, o que pode gerar mal estar no local de trabalho. Também verifique assuntos sensíveis para a empresa e evite comentar sobre eles.




Veja também

Como escrever um e-mail corporativo?

5 ótimos passeios bate e volta saindo de Curitiba

Reserva online