Apesar de ser vendida atualmente como uma dieta para manter a forma ou emagrecer, a principal função do detox é limpar o organismo e dar um descanso para os órgãos sobrecarregados pela ingestão de alimentos com muito condimento e de difícil digestão.

Vivian Rogasso, nutricionista esportiva do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte, sugere o detox aos pacientes que precisam fazer uma limpeza após consumirem grande quantidade de alimentos e calorias. Especialmente, após exageros cometidos em festas e viagens.

O método que ela utiliza com os pacientes é propor o detox durante três dias e depois incrementar as refeições, mantendo os alimentos usados na desintoxicação. Por isso, ela receita a realização da dieta para o final de semana, com o intuito de já inserir os novos elementos no cardápio de segunda-feira.

Assim, a dieta normal da pessoa se torna equilibrada e ela pode se beneficiar dos efeitos detox continuamente, pois frituras, açúcar, sal, óleos e qualquer outro tipo de condimento ficam de fora da dieta detox.

Conforme explica a nutricionista, boa parte dos alimentos ingeridos no detox apresentam substâncias termogênicas, adstringentes e diuréticas. Por esse motivo, podem ajudar no emagrecimento, pois eliminam boa parte do líquido presente no corpo.

Porém, Vivian diz que o detox tem outros fins também. Ele pode ser uma opção para quem quer ganhar músculos e, mais importante, atuar como agente de prevenção de doenças, pois os alimentos funcionais incluídos na dieta conseguem trabalhar a favor da saúde do corpo.

Vale lembrar que o detox varia de acordo com a particularidade metabólica de cada pessoa. Essa é a razão por que alguns vão precisar ingerir mais e outros menos calorias. E a quantidade calórica irá determinar se ela estará habilitada a realizar exercícios físicos no período da dieta.

Segundo a nutricionista, geralmente dietas abaixo de 1.100 calorias não podem ser acompanhadas de atividades físicas, pois durante a prática a pessoa tem chances de sofrer de hipoglicemia, dor de cabeça, tontura e até se lesionar.

Mas, é preciso levar em conta, ainda, qual é o esporte praticado pelo paciente. Caminhadas não exigem tanto quanto corridas, natação e lutas, por exemplo. Cabe ao profissional da saúde analisar cada caso e indicar qual é a melhor dieta, embora a nutricionista não aconselhe realizar dietas detox muito longas, por não serem práticas e limitarem a realização de exercícios físicos por um longo período de tempo.

Para ela, é importante para o ser humano realizar atividades físicas combinadas com uma dieta alimentar equilibrada e adequada para o seu corpo e saúde.




Veja também

Por que tirar um ano sabático? Veja 5 motivos!

Como fazer check-in online?

Reserva online