Nada melhor do que viajar para esquecer problemas e voltar com a alma lavada para casa. Mas, para garantir um descanso livre de preocupações, a viagem deve começar bem antes do dia da partida. O planejamento financeiro garante que não falte dinheiro durante a sua viagem – e nem antes ou depois. Planejar com antecedência O principal segredo para gastar menos durante uma viagem e ficar livre de imprevistos é a antecedência. Michele Argenta, consultora de intercâmbio da Travelmate,explica: “o interessante de planejar com antecedência é que você já pode imaginar o orçamento que você vai ter e em quantos meses você pode pagar lá na frente”. Com esse cuidado, você poderá também economizar em passagens e hotéis. Alguns meses antes, comece a procurar por promoções relacionadas ao seu destino. A dica é ficar de olho nos sites de reserva de hotéis e empresas aéreas, que costumam publicar promoções com frequência. Assim que encontrar uma que atenda às suas necessidades, aproveite. A internet é uma grande aliada dos viajantes, então, abuse dela. E não são apenas os descontos que favorecem quem se adianta. Outra grande vantagem de começar a elaborar uma viagem bem antes da data de embarque é a variedade de opções, como conta Michele, “nem sempre vai ter promoção, mas com certeza é mais barato ver antes. Em cima da hora há menos opções de escolha”. Fugir das mudanças de tabela é mais uma das vantagens. Muitas agências e empresas permitem que os turistas comprem viagens para 2012 pagando os preços de 2011, por exemplo. Com isso, é possível fugir dos aumentos anuais. A cotação das moedas também deve ser levada em conta. Se o dólar está com um valor baixo atualmente, é vantajoso comprar uma viagem para o exterior e garantir um preço menor, antes que a moeda valorize novamente. Por onde começar A primeira providência é a escolha do destino – e ela tem papel fundamental no planejamento financeiro. Procure uma cidade, país ou roteiro que se adeque ao seu orçamento da melhor maneira possível. Os fatores que devem ser levados em consideração começam antes do embarque: procure descobrir se é necessário visto, que tipo de visto, quais os valores para fazê-lo, verifique se há a necessidade de tomar alguma vacina, se você precisará comprar roupas para viajar, malas extras, medicamentos para levar com você, entre outros. Depois de listados os gastos antes de partir, passe a pesquisar os preços das passagens, da hospedagem, do transporte em seu destino e dos passeios (parques, museus, peças de teatro, apresentações musicais, entre outros). É importante também levar um dinheiro extra para a viagem, no caso de eventualidades, como excesso de bagagem, e para fazer compras. Em muitos locais, alguns produtos são vendidos a preços mais acessíveis, por isso reserve algum dinheiro para trazê-los para casa. Após fazer um levantamento aproximado de quanto pretende gastar, planeje como guardar esse dinheiro. Você pode já ter uma reserva e adicionar uma quantia mensal em sua poupança no banco, por exemplo. Quem viaja por conta deve redobrar a atenção. Liste os detalhes e procure se informar sobre todas as exigências de seu destino, para poder calcular de forma mais precisa quanto será gasto. Sempre que contratar um serviço ou realizar uma compra, não deixe de imprimir os comprovantes. Além de ajudar você a controlar os gastos, eles são muito úteis em caso de não cumprimento de um contrato ou na perda da passagem, por exemplo. Os guias turísticos também podem fornecer informações preciosas para quem planeja a viagem sem uma agência. Compre um guia sobre seu destino e procure as melhores opções de restaurantes, hotéis e passeios. Alguns deles são produzidos com o intuito de ajudar os viajantes a economizar. Devo contratar uma agência? Muita gente acredita que contratar uma agência pode deixar a viagem mais cara, mas isso não ocorre necessariamente. Ao realizar compras internacionais, por exemplo, o viajante deve pagar algumas taxas que não seriam necessárias caso o processo fosse realizado por um agente. O resultado de um planejamento sem orientação, pela internet, pode ser, muitas vezes, tão ou mais caro do que um pacote comprado em uma agência. As agências ainda proporcionam algumas vantagens interessantes para o viajante. Uma delas é a possiblidade de pagar preços menores, por causa do conhecimento e das condições especiais a que agências têm acesso. “Eles organizam pacotes, então fazem uma reserva de x assentos na companhia aérea por uma tarifa menor. Como eles geralmente negociam em grupo, acaba sendo mais vantajoso”, conta Thiago Candeu, consultor de intercâmbio da Travelmate, que completa: “o agente de turismo tem um poder de barganha maior”. Outra vantagem importante é a garantia de que nenhum detalhe será esquecido, como conta Thiago, “o agente vai receber a mesma coisa que você pagaria direto, só que ele vai fazer todo o processo burocrático, vai organizar a documentação, não vai deixar furos”. Os agentes de viagem possuem experiência na organização e sabem todos os aspectos que devem ser levados em conta. Planejando uma viagem com a ajuda de uma agência, também é possível deixar os gastos mais previsíveis e evitar gastos extras com problemas inesperados. Se você optar por comprar um pacote fechado ou planejar a sua viagem com a ajuda de uma agência, fique atento à idoneidade da empresa. Peça informações no Procon sobre a agência, peça a opinião de conhecidos, procure as últimas notícias publicadas na imprensa – em caso de grandes empresas, você saberá se ela enfrenta alguma crise. As empresas também devem ser registradas na Embratur e, de preferência, filiadas a alguma entidade como a ABAV ou Brastoa. Ao fechar o negócio, verifique se todas as condições e promessas do vendedor estão no contrato (preços, período, traslados, transporte, categoria do apartamento o hotel, entre outros). Atenção também aos preços cobrados. Pacotes muito baratos podem parecer ótimos, mas não são completamente confiáveis. A empresa pode não cumprir o que foi acertado ou pode querer mudar os serviços durante a viagem; garantia de dor de cabeça.




Veja também

5 sites para encontrar histórias incríveis de viagem

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Reserva online