Você chega no tão esperado destino para curtir as férias – mas as malas não chegaram junto com você. Você sabe como proceder? O direito do consumidor é claro nesta hora: a responsabilidade de cuidar das bagagens dos passageiros desde o momento de embarque até o final da viagem é da companhia aérea. Se a mala não veio, preste queixa no guichê da companhia imediatamente. A empresa tem 30 dias para localizar a mala e devolvê-la, e se esse prazo não for cumprido, precisará pagar uma indenização. Atenção: a preocupação é mais comum em viagens de avião, mas estas regras também servem para o transporte marítimo e rodoviário. Confira algumas dicas de cuidados com a bagagem – e também de como proceder em caso de extravio. Bagagem de mão: procure levar na bagagem de mão tudo o que é essencial para você, como documentos, remédios, dinheiro, aparelhos eletrônicos e algumas peças de roupa. Identifique e documente a mala: A mala que você for despachar deve estar bem identificada. Ponha nome, endereço e telefone de contato, de preferência protegidos por fita adesiva no corpo da mala ou numa etiqueta presa à alça. Outra dica é tirar foto da mala antes de entregá-la ao check-in, assim se algo de errado acontecer você facilita o trabalho com as imagens. Preenchimento da reclamação: Deixe o nervosismo de lado e preencha o formulário com o máximo de detalhes: tamanho da mala, cor, foto, etc. Isso facilita na hora da localização. Interrompendo a programação: Sim, isso pode acontecer e você deve estar preparado. Não siga viagem sem antes recuperar o mínimo para sua sobrevivência para os próximos dias. A dica é guardar as notas para ser ressarcido pelo seguro-assistência ou pela companhia aérea.




Veja também

5 sites para encontrar histórias incríveis de viagem

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Reserva online