alongamento.jpgSeja por saúde ou para se sentir bem consigo mesmo, grande parte das pessoas busca realizar alguma atividade física. Enquanto uns jogam futebol algumas vezes por semana, outros andam no parque. Porém, a maioria das pessoas acaba se voltando para as academias, principalmente pela flexibilidade de horários. “Temos pouco tempo para dedicarmos a nós mesmos e esse precioso período precisa ser bem aproveitado”, afirma o coordenador de fitness da Academia Gustavo Borges, Rhony Ferreira. Mas nem isso parece motivo o suficiente para atrair aqueles que não gostam de atividades de repetição ou que não encaram a caminhada indoor numa esteira. Por isso, as atividades realizadas dentro das academias deixaram de ser tão tradicionais e vem se adaptando ao gosto do público. Segundo Ferreira, as pessoas estão buscando atividades com um caráter lúdico, que funcionem como momentos de lazer. Além dos lúdicos, o coordenador conta que as pessoas também voltaram sua atenção a um outro tipo de exercício: “No momento, se fala muito nas academias mais modernas nos exercícios funcionais, que são aqueles que vão nos ajudar a melhorar nossa performance na vida cotidiana, laboral”. Conheça algumas das atividades que estão se tornando cada vez mais comuns nas academias: Balé Geralmente associado à leveza, esta dança é um ótimo meio de trabalhar o corpo por exigir força, equilíbrio e coordenação motora. O trabalho é desenvolvido sem a pressão com que sofrem os bailarinos, porém com seriedade, buscando sempre a qualidade do movimento pela consciência corporal e o estabelecimento de um equilíbrio entre corpo e mente. Circo Além da diversão, as aulas de circo garantem a queima de calorias, um trabalho de alongamento e fortalecimento muscular, e o aprimoramento da coordenação motora. O trabalho também é mental, já que fazer malabarismos exige a superação de medos e obstáculos, o que fortalece a confiança e a determinação. Entre as atividades desenvolvidas estão acrobacias de solo e trampolins, malabarismos, exercícios de equilíbrio em bolas, monociclos e arames, e acrobacias aéreas, de tecido e de trapézio. Dança de salão Esta modalidade deixou os salões e invadiu as academias, as festas e os bares. Os ritmos são os mais variados e atendem a todos os gostos. As aulas trabalham flexibilidade, agilidade, coordenação motora, além da noção de ritmo e musicalidade. Por dançarem em pares, os alunos acabam iniciando amizades, sendo a atividade ideal para quem quer conhecer pessoas novas. Nado sincronizado Ele mistura natação, dança e ginástica. Exige graça, mas ao mesmo tempo muito esforço físico, sendo assim uma atividade pesada, que queima calorias, mas deve sempre ter o acompanhamento de um treinador experiente. De qualquer forma, os interessados não devem se intimidar com o ritmo de quem treina para competir. Rhony Ferreira é coordenador de fitness da Academia Gustavo Borges Barigui, em Curitiba, e coreógrafo da Seleção Brasileira de Ginástica Olímpica.




Veja também

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Home office está surpreendendo os empresários

Reserva online