Não categorizado

Feng shui à mesa

Por Administrador em 28 de setembro de 2010

Muitas pessoas buscam no feng shui uma forma de harmonizar o ambiente da casa, do quarto, do escritório… mas você sabia que o feng shui também é um ótimo aliado da dieta? O feng shui é uma filosofia de origem chinesa que trabalha o equilíbrio das energias dentro de um ambiente. E isso também vale para a cozinha. Organizá-la adequadamente pode ajudar a manter a sua dieta e a sua alimentação equilibrada. Confira algumas dicas básicas do Check-in Deville: – Fique longe da cozinha. O princípio parece radical, e não precisa ser levado ao extremo. Mas quem passa muito tempo na cozinha acaba não resistindo às tentações que lá estão. – Organize a sua cozinha. Manter os alimentos não perecíveis à vista, sobre a mesa ou expostos em prateleiras cria uma energia que estimula a gula e também a fome. Evite chamar a atenção para eles, guardando em lugares fechados, mantendo à mão somente o necessário. – Crie um bom ambiente na hora de cozinhar. Muita gente costuma petiscar enquanto cozinha: salgadinhos, queijos e pequenas porções de petiscos são os principais vilões nessa hora. Por isso, quando for preparar uma refeição, crie outra rotina – como ver tevê, ouvir música ou conversar com alguém, mesmo que seja ao telefone. – Escolha as cores da sua cozinha: laranja, vermelho e amarelo aguçam a fome. Prefira cores mais neutras como cinza, azul e violeta – tanto na cozinha quanto na sala de jantar. Quadros com ilustrações de comida também podem estimular a fome, prefira os abstratos. Por fim, a dica mais importante: a hora de comer é sagrada e é uma importante aliada pra quem está de dieta. Prestar atenção naquilo que está comendo ajuda o organismo a ficar saciado. Por isso é recomendado evitar distrações, como a televisão, durante as refeições. Cozinha A consultora em Feng Shui Clássico Renata Souza Teixeira dá mais algumas dicas preciosas para quem quer incluir o feng shui no dia a dia: 1º Ingerir muita água, pelo menos 1,5 litro por dia. 2º Procurar conhecer os alimentos e sua classificação dentro do ciclo dos 5 Elementos. 3º Prestar a atenção no que seu corpo diz para você. Os sintomas que apresentamos são a forma que nosso organismo tem para nos dizer o que está desalinhado de alguma maneira. 4º Respeitar sua individualidade e seu organismo, todos somos diferentes uns dos outros. Devemos levar em consideração que cada organismo funciona de forma peculiar, portanto as reações e benefícios podem ser sentidos de forma diferente para cada um, mas a pessoa que adota a dieta com Feng Shui (e melhor ainda se tiver aplicado a técnica também na sua casa) sente mais disposição, tem melhora no sistema imunológico, melhora na qualidade do sono, melhora do stress e facilidade na recuperação de doenças. O ideal é procurar o acompanhamento de um médico formado em Medicina Tradicional Chinesa (Acupunturista) para que toda a sua alimentação seja adequada a sua estrutura energética. Renata Souza Teixeira há 3 anos é Consultora em Feng Shui Clássico e Astrologia Chinesa, formada pelo Centro de Estudos Quadrante Sul – BR. Sócia fundadora da Luo Pan Consultoria Oriental é aluna do Feng Shui Research Center – Cursos de Feng Shui Básico e Intermediário. Tem também cursos de Geobiologia (Alan Lopes – Arte Zahori) e Apometria Quântica nível I e II (Carina Greco – Kaalash).




Veja também

Os melhores países para fazer intercâmbio

O Prime BBQ está de volta!

Reserva online