Quando os eventos são corporativos e ligados aos negócios não há nada errado em ingerir bebidas alcoólicas, pois até ajudam na descontração entre pessoas que normalmente se relacionam em um ambiente estritamente formal. Porém, o executivo deve sempre estar atento à quantidade de bebida ingerida para não se exceder, já que qualquer comportamento excessivo não passará despercebido aos olhos dos colegas e líderes da empresa.

 Evite beber de estômago vazio 

A consultora e professora do curso de etiqueta social da Choice, Áurea Roehe, acredita que os eventos corporativos são um bom momento para conhecer gente nova dentro da empresa e fazer networking. Mas, como muitas vezes existem bebidas alcoólicas sendo servidas, é preciso estar atento aos sinais de embriaguez. Para não passar por isso, evite ingerir bebidas alcoólicas de estômago vazio. “Aperitivos como batidas e uísque devem ser consumidos em pequenas quantidades, ainda mais se não tiver comido nada”, complementa. Sem alimentação correta antes da ingestão de bebidas, a quantidade de álcool no sangue aumenta de forma acentuada.

 Repercussão negativa na empresa  

Para a consultora, o abuso do consumo de álcool pode gerar constrangimentos e, muitas vezes, as repercussões podem ser bastante negativas e o profissional pode ter sua imagem marcada dentro da empresa. “Muitas vezes as pessoas param de conviver com os colegas por conta desses vexames”, comenta. “Dependendo da situação, a vida profissional pode ser afetada de tal maneira que atrapalhe uma possível promoção futura ou até mesmo leve o funcionário à demissão”, diz.

 Não há quantidade ideal

Áurea ainda afirma que não há uma quantidade específica recomendada, mas que o controle das ações é essencial para evitar constrangimentos futuros. “Cada pessoa reage de um jeito a diferentes quantidades de álcool”, explica. “Mas é importante sempre se manter sóbrio e com uma postura profissional em eventos de negócios já que, apesar do momento de descontração, o convívio com os colegas poderá ser marcado por situações desagradáveis”, afirma.




Veja também

Os melhores smartphones de 2019

Quais são os lugares do Brasil mais visitados por turistas estrangeiros?

Reserva online