Alfaiataria para pedalar. Você acha possível? O estúdio italiano Overtake e gigantes como Levi´s e H&M já apostaram que sim. Eles provaram que há como confeccionar peças cheias de estilo e que sejam confortáveis para praticar o ciclismo. A Overtake Skin, como foi batizada a coleção da marca italiana, é produzida com tecidos de alta qualidade, cortes precisos e uma tecnologia que permite transpirar. Resistentes à água e ao vento, as peças contam com fecho de correr e reforços elásticos invisíveis que facilitam o movimento. Mas será que a nova moda é aprovada pelos ciclistas? Para saber sobre o assunto, o Blog dos Hotéis Deville conversou com o ciclista Diego Fedel: Blog Deville: Você acha que alfaiataria pode ser confortável para pedalar, se o corte for adaptado? Diego: Acho possível, mas com algumas adaptações, como você sugeriu. O uso de elástico para a roupa ficar mais flexível e adaptável ao movimento é uma boa saída. A meu ver, depende também do modelo da bicicleta que você irá usar. No meu caso, sempre pedalo em uma speed, essas mais conhecidas como de dez marchas. Com uma dessas, você precisa esticar mais o corpo, então a roupa precisa ser bem maleável. Para outros modelos de bicicletas, esses parecidos com a Linus, por exemplo, qualquer tipo de roupa é permitida, e a postura na bicicleta também muda. Você fica mais ereto e confortável. Blog Deville: Então para você essa moda pode dar certo. É isso? Diego: Já vi várias ideias de roupas para ciclistas. Algumas pegaram e outras não. É questão de cair no gosto e também da necessidade diária de quem pedala. Além do tipo de bicicleta, há também a questão da distância a ser pedalada. Até uns oito quilômetros vejo como aceitável usar uma roupa mais formal. Se você ficar muito tempo pedalando, aí acho necessário usar algo mais leve ou até mesmo uma roupa própria para isso. Blog Deville: Quais tipos de ciclistas você acha que vão aderir à alfaiataria? Diego: Suponho que sejam pessoas que decidiram aderir ao uso da bike, mas que precisam estar vestidas formalmente. Para quem não quer ter que vestir uma roupa esportiva e se trocar no trabalho, pode ser uma boa saída. Por exemplo, um advogado pode ir trabalhar de bike mesmo vestindo seu terno.




Veja também

5 sites para encontrar histórias incríveis de viagem

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Reserva online