Os acessórios disponíveis para os homens nas lojas ainda perdem em quantidade para as diversas opções oferecidas às mulheres. Mesmo assim, eles aderem cada vez mais ao uso de peças para complementar o visual até na hora de ir para o trabalho. E como elas podem cometer alguns excessos na composição do look profissional, os colegas do sexo masculino também devem tomar alguns cuidados para não exagerar. Glauco Sabino, roteirista do GNT Fashion, diz que a utilização de acessórios para os homens no ambiente de trabalho é mais restrita e deve ser bem pensada, fazendo valer a regra do menos é mais. “O homem pode utilizar um bom par de óculos, um cachecol bacana e uma pasta legal, não aquela do 007, para trabalhar”, afirma. Atualmente, as lojas oferecem opções de bolsas em couro, menos quadradas e pesadas. Para ele, essa é uma boa alternativa para levantar o visual. Na linha do conforto – que está em alta no mundo – aparece a mochila, um acessório sem tanta formalidade, mas muito funcional. “Só não pode ser aquela da academia. Aquelas de couro e com tonalidades mais frias são as mais indicadas”, acrescenta o roteirista. Para os homens mais ligados ao mundo fashion, surgem as bolsas carteiras. “O artigo funciona como a junção da antiga pasta masculina à carteira, que possibilita guardar papéis, documentos, cartões e celular numa peça do tamanho de uma folha A4”, comenta Sabino. “Esse acessório é legal, pois não é só a mulher que pode usar. Tenho visto muitos homens com esse artigo embaixo do braço. Ele é divertido e menos fechado, uma vez que as peças no mundo masculino costumam ser mais lisas”, completa. O relógio é outro componente certo para levantar o visual. Segundo Glauco, hoje a peça é mais uma questão estética do que de utilidade, pois a maioria das pessoas conferem as horas no celular, ou nos dispositivo tecnológico à disposição. Porém, o acessório continua a cumprir com o papel de dar um up no look profissional”, fala. Diferente do relógio, para usar brincos, anéis e pulseiras é necessário analisar cada ambiente. Se mais despojado, talvez não apresente nenhuma restrição. Se o escritório é mais formal, como de advocacia, não será o indicado. “Embora, na atualidade, o uso de anéis para homens esteja mais liberado”, declara o roteirista. Para quem for utilizar esses acessórios no trabalho, vale investir em peças cromadas e mais discretas. “Há designers que criam peças para homens, metalizadas, em prata ou em couro com detalhe em prata. Para o homem, precisa ser mais discreta e calma”, diz. No inverno Na época mais fria do ano, há uma peça que vai bem até com terno, que á touca. “Lisas e com tonalidades frias, elas podem ser uma boa opção para não passar frio no caminho para o trabalho. Entretanto, no ambiente profissional o uso dela é restrito”, declara Sabino. Para acertar, as cores cinza, preta, ocre, marrom, verde-escuro fazem parte de uma vasta palheta ao dispor dos homens nas lojas. O cachecol também pode ajudar a matar o frio e melhorar o visual. De acordo com o roteirista, na hora de escolher o artigo vale observar a gravata, para optar por uma estampa ideal para o trabalho. “É bom lembrar que para não errar no inverno, a melhor alternativa é preferir as cores fechadas”, completa.




Veja também

Qual melhor forma de realizar uma apresentação para clientes?

4 vinícolas para visitar na serra catarinense

Reserva online