Profissional experiente, ela conta um pouco sobre a carreira e como é trabalhar na Rede Deville

A Rede Deville está repleta de profissionais capacitados que trabalham para garantir a melhor experiência para os nossos hóspedes. Para mostrar para você os detalhes do trabalho dos nossos colaboradores, a série Profissionais Deville entrevista trabalhadores das mais variadas áreas para aproximar ainda mais nosso time de você.

Hoje, a entrevista é com a Sueli Fernandes, Gerente Comercial do Deville Prime Salvador. Graduada em Administração Hoteleira pelo IFBA – Instituto Federal da Bahia e parte da Rede Deville desde 2010, ela fala um pouco sobre sua carreira e sobre o trabalho no Deville Prime Salvador. Acompanhe:

Blog do Deville: Quais são as responsabilidades de uma Gerente Comercial?

Sueli: De uma maneira bem resumida, sou responsável pela gestão administrativa e operacional dos departamentos de eventos e vendas, coordenando estabelecimento de metas, planejamento estratégico e desenvolvimento de negócios, além de trabalhar constantemente no empowerment da equipe de vendas.

Qual é a importância de uma Gerente Comercial dentro da Rede Deville?

O Gerente Comercial na Rede Deville é apenas um dos profissionais que consideramos como “peça chave” para a performance da organização. Ele não trabalha sozinho, é um trabalho em equipe. E para que seu trabalho tenha êxito, é importante a sintonia com as demais área: Gerência Geral, Gerência de Operações e Gerência de Manutenção. Cada um na sua área, desempenhando seu papel, com as suas respectivas responsabilidades.

Como começou sua jornada dentro dos Hotéis Deville?

Iniciei na Rede Deville em 13/09/2010, como Gerente Comercial. Possuo uma sólida carreira atuando há mais de 24 anos como gestora comercial e operacional em cargos estratégicos em grandes redes nacionais e internacionais do segmento hoteleiro, com fácil acesso aos mercados e grandes clientes com foco no crescimento contínuo das organizações.

O que mudou de lá para cá?

Foram muitos desafios, principalmente diante das mudanças de cenários (político e econômico) ao longo desses 9 anos. Passamos por processos de posicionamento da marca no mercado, readequação na performance dos indicadores de vendas, processos de inovação, modernização, reestruturação das práticas de qualidade, padronização de processos. O que posso afirmar é que, hoje, somos muito mais consistentes em relação aos diferenciais competitivos, gerando uma experiência memorável para o cliente.

Qual é o aspecto que mais agrada em trabalhar no Deville?

O respeito pelo cliente (interno e externo). Considero o Deville uma empresa séria, de grande credibilidade no mercado e com uma excelente imagem diante dos clientes. Para nós do comercial, é importante acreditar no produto que vendemos e principalmente se o que vendemos é entregue para o cliente da forma como ele desejou no momento da negociação. Temos uma equipe (comercial e operacional) bastante alinhada, em perfeita sintonia. Além disto, tenho total autonomia para desenvolver uma liderança participativa, engajando pessoas com assertividade, orientando e aconselhando a equipe para grandes vitórias dentro e fora da organização.

Você lembra de algum episódio especial que marcou a sua trajetória no hotel?

Ao longo desses 9 anos, uma das minhas experiências mais marcantes foi a Copa do Mundo 2014. Além de ser a responsável pelo credenciamento do Hotel Deville Prime Salvador como Hotel Oficial do evento, tive participação direta na negociação do contrato e colaborei na operação das 7 delegações que recebemos – foram elas: Austrália, Holanda, França, Portugal, Bélgica, Irã e Costa Rica. Foi um evento rico em experiências e conhecimento: culturas e gastronomias diversificadas, costumes (e crenças religiosas, no caso do Irã) dos mais variados. Foi muito prazerosa essa experiência.  

Qual conselho você daria para alguém que gostaria de trabalhar no cargo em que você trabalha?

A área comercial é apaixonante, repleta de desafios e muito conhecimento, e a hotelaria é um capítulo à parte. Você precisa ser apaixonada por pessoas, precisa encantar clientes, trabalhar para surpreendê-los a todo momento. Diariamente, questiono a minha forma de pensar – às vezes é necessário abandonar velhas crenças e aceitar a efemeridade das coisas (não há momento difícil que dure para sempre). Precisamos estar abertos para o novo, inovar sempre, vencer o medo da mudança (sair da zona de conforto), aprender com os erros (humildade e honestidade sempre) e focar no crescimento pessoal e profissional (buscar vencer as limitações). Isto tem relação com propósito, e não tenho dúvidas que este é o meu propósito.

O que eu diria para alguém que quer trabalhar na área comercial? Descubra o seu propósito, o que faz brilhar os seus olhos, aquilo que faz você se sentir feliz quando acorda todos os dias. Se isso for trabalhar na área comercial, vamos! Junte-se ao time!




Veja também

5 sites para encontrar histórias incríveis de viagem

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Reserva online