Exótica, sabor leve, de cor branca e odor brando, a carne de jacaré vem conquistando cada vez mais o paladar dos brasileiros

A primeira grande dúvida de quem nunca comeu carne de jacaré é: o consumo é legal? E a resposta é que sim, a carne os demais produtos advindos do jacaré têm a venda legalizada e assegurada por lei, bem como um controle de qualidade do Serviço de Inspeção Federal (SIF).

Essa legislação permitiu o melhor aproveitamento da carne do jacaré após o abatimento nos abatedouros, pois quando isso é realizado na natureza, a carne do animal é pouco aproveitada. Dessa forma, o animal pode ser usado para a elaboração de pratos saborosos com coxas, filé do rabo, ponta do rabo, filé mignon, entre outros.

Seu consumo é benéfico?

A carne de jacaré tem alto valor nutricional, com 12% mais proteína do que uma costela bovina, 200% mais fibra alimentar do que um peixe de água salgada, como o salmão, e muito menos gordura que as carnes mais tradicionais: 91% a menos que a carne de frango e 21% a menos que um peixe de água doce.

Ela possui um alto teor proteico, com menos de 1% de gordura e sem colesterol. É uma carne leve, com textura fibrosa parecida com peixe, uma das proteínas mais saborosas e nutritivas que temos.

Que tal provar?

O Deville Prime Cuiabá possui um prato especial preparado com carne de jacaré. No cardápio do Atrium Lobby Bar você pode experimentar Iscas de Jacaré à Milanesa, servido com folhas nobres, molho aioli, molho tártaro e acompanhamento de batatas fritas.

Acesse o cardápio do Atrium Lobby Bar e conheça essas e outras delícias. 

 




Veja também

Como montar um kit de primeiros socorros para sua viagem

Como se comportar na festa de fim de ano da empresa

Reserva online