Você sabia que a gastronomia molecular utiliza técnicas da indústria de alimentos para tornar o processo culinário mais dinâmico? Entenda (Imagem: Chefs Club)

Atualmente, os programas de culinária estão ganhando cada vez mais o gosto dos brasileiros. Por conta disso, você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre gastronomia molecular, certo? Se você ainda não sabe o que é isso, vai descobrir agora!

Desfrute da gastronomia molecular

A gastronomia molecular nada mais é do que a aplicação de técnicas da indústria de alimentos na cozinha convencional. Mas, como assim? Esse tipo de culinária tem como característica utilizar componentes químicos em pequena escala para provocar alterações na forma e na textura da comida.

Dessa forma, a ideia principal é mudar as sensações ao provar um alimento com o qual estamos acostumados. Por exemplo, milho em pó ou abacaxi em forma de espaguete.

Como surgiu esse termo?

Gastronomia molecular surgiu no início dos anos 1990, sendo algo muito recente na culinária que conhecemos atualmente. O francês Hervé This e o húngaro Nicholas Kurti são os pioneiros nessa área, sendo responsáveis por analisar as transformações químicas que os alimentos passam durante o seu preparo.

Isso fez com que alguns chefs começassem a experimentar novas técnicas e ingredientes em seus pratos, como o espanhol Ferran Adrià, sendo o precursor da cozinha molecular. 

Diferentes técnicas

A gastronomia molecular possui diferentes técnicas como, por exemplo, o controle da viscosidade. Essa técnica é feita para elaborar géis ou novas texturas. Para isso, devem-se usar substâncias como gelificantes e estabilizantes que não alteram o sabor do alimento.

Outra técnica muito interessante é o congelamento por nitrogênio líquido. Em contato com o ar, ele evapora e forma aquela fumaça utilizada para embelezar os pratos. Além disso, ele pode ser usado também para resfriar rapidamente um alimento ou produzir sorvete em poucos minutos. Ele possui uma enorme capacidade de refrigeração, que preserva sabor, cheiro e aparência mesmo após o descongelamento. 

Sabe aquelas espumas belíssimas nos pratos? Elas são feitas por meio da gastronomia molecular e possuem sabores diferentes. Para criá-las, o suco ou molho é misturado com substâncias tensoativas e recebe gás incorporado, como numa batedeira, num processo chamado emulsão. 

Você já experimentou algum desses diferentes tipos de pratos da gastronomia molecular? A gente sabe o quanto eles dão água na boca e podem ser ainda mais saborosos nas refeições. Se você é daqueles apaixonados por uma comida diferente e saborosa, assim como da gastronomia molecular, leia nosso blog sobre cinco pratos exóticos da culinária mundial.

 




Veja também

Comece a planejar a confraternização de fim de ano da sua empresa

Os destinos desconhecidos mais incríveis da América Central

Reserva online