Web Eventos

Conheça os principais pratos típicos do interior do Paraná

11 de janeiro de 2018

O litoral tem o barreado e a capital tem pinhão e pierogui. Mas e o resto do Paraná, quais são os pratos característicos das demais regiões? O estado possui diversas características culturais diferentes, o que se reflete na gastronomia. Confira abaixo cinco das receitas mais tradicionais – e deliciosas – que fazem parte da cultura do interior do Paraná:

Pintado na Telha

No Oeste do Paraná, destacam-se as receitas que utilizam os peixes dos diversos rios que cruzam a região. Um dos pratos mais famosos é o Pintado na Telha, popular especialmente em Guaíra, tendo até um evento particular no calendário oficial da cidade.

Abundante nas águas do rio Paraná, o peixe já era consumido pelos índios da região por ser facilmente pescado com arco e flecha. É da cultura indígena também a presença da telha, uma vez que a argila era a principal matéria-prima dos utensílios das tribos. Com a colonização, o prato recebeu o incremento de temperos e condimentos que dão o toque final. Hoje, o Pintado na Telha é servido acompanhado de arroz, pirão e farofa, além de poder ser harmonizado com um belo vinho branco.

Porco no Rolete

Pertinho dali, e a apenas 45 km de Cascavel, o Porco no Rolete é o grande atrativo gastronômico da região de Toledo, também no oeste paranaense. Todo ano desde 1974, a Festa do Porco anima moradores e visitantes, atraídos pela grande competição que virou um dos maiores festivais gastronômicos do Sul do Brasil.

Seguindo a tradição dos colonizadores alemães, o porco é recheado com linguiça calabresa, carne moída, milho, ervilha, palmito e cogumelos. Para completar, alguns temperos marcantes como noz-moscada, alecrim e vinho branco também costumam ser utilizados no preparo.

Carneiro no Buraco

Mais para o norte do estado, a 90 km de Maringá, Campo Mourão recebe outra animada festa em que a comida típica local é a grande atração. O carneiro no buraco faz parte da tradição paranaense do churrasco de chão, em que buracos profundos são cavados para o preparo de assados.

No caso do carneiro, a carne é deixada para marinar no tempero de ervas e vinho branco por cerca de 3 horas. Depois, o carneiro vai para uma grande panela de ferro, onde é intercalado com camadas de diversos legumes (e até frutas), como tomate, cebola, cenoura, pimentão, batata doce, vagem, abobrinha, banana, maçã e chuchu. Depois disso, o preparado vai para o buraco, já previamente aquecido por toras de lenha. Depois de mais aproximadamente 6 horas assando, o carneiro está muito macio e saboroso, pronto para ser saboreado!

Arroz Carreteiro e Feijão Tropeiro

Este prato é mais difundido, marcando presença inclusive em outros estados brasileiros. A partir do século 17, os tropeiros (ou carreteiros) transportavam cargas dos sítios e fazendas até as cidades para comercializá-las. Os séculos seguintes representaram o auge do tropeirismo no Paraná, e se tornou costume os tropeiros prepararem refeições utilizando como base os alimentos não perecíveis que carregavam nas empreitadas, como charque, milho, farinha de mandioca, toucinho, arroz e feijão.

E a partir destes ingredientes que foram criados os pratos típicos do interior do Paraná, como o arroz de carreteiro e o feijão tropeiro. Ao longo do tempo e de acordo com cada região do país, algumas adaptações foram feitas às receitas, como a inclusão de produtos mais frescos como ovos, linguiça e temperos a gosto. Como acompanhamento, a couve se tornou uma companhia fiel aos pratos, e esta combinação fica uma delícia!

Quirera com Suan

Os tropeiros também estão por trás de outro prato típico paranaense: a quirera com suan. Também conhecida como canjiquinha, a quirera é o milho quebrado grosseiramente. Nos séculos passados, o alimento era obtido com a ajuda de um moinho feito com uma pedra redonda movida por um torno.

No interior do Paraná, surgiu a tradição entre os tropeiros de misturar a quirera (também referida pelo seu diminutivo quirerinha) com um tipo de farinha cozida e pedaços de carne suína defumada, principalmente suan, que é a parte da carne que fica próxima à coluna vertebral do porco. Muito apreciada no inverno, a receita combina perfeitamente com uma salada de folhas verdes (com alface, rúcula, almeirão ou agrião, por exemplo) e de vinho tinto para quem aprecia a bebida.

 

E aí, bateu a fome? Quando for se hospedar em um dos Hotéis Deville no interior do Paraná, seja em Guaíra, Cascavel ou Maringá, aproveite para saborear as delícias típicas do estado! Alguns desses e outros pratos tradicionais podem também ser encontrados nos cardápios de nossas unidades, elaborados com os melhores ingredientes locais pelos chefs. É de dar água na boca!

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Matérias Relacionadas