O inverno continua presente e é o momento ideal para saborear um delicioso fondue. Seja de queijo, carne ou chocolate, o prato é uma ótima opção para uma noite diferente. Criado na Suíça, o nome vem do verbo fondre que, em francês, significa derreter. A receita original, datada de 1699, leva os queijos gruyère e emmental, mas atualmente cada região usa seu próprio tipo de queijo para preparar. Ela era feita para evitar a perda de queijo produzido em excesso, que era derretido em um caldeirão e experimentado com pedaços de pão. Os outros tipos de fondue foram criados mais tarde. O de carne, que é feito em uma panela com óleo e servido com diversos molhos, vem da região francesa da Borgonha e, por isso, ganhou o nome de bourguignonne. Já o fondue de chocolate foi criado na década de 1950 pelo chef Conrad Egli, do restaurante nova-iorquino Chalet Suisse. Ele pode ser servido com diversas frutas, preferencialmente as da estação. Quer testar em casa? Veja a receita indicada pelo gerente de Alimentos e Bebidas dos Hotéis Deville, Cássio Faria. Ingredientes 500 g de queijo emmental ralado grosso 2 colheres (sopa) de farinha de trigo 1 dente de alho cortado ao meio 2 xícaras de vinho branco seco Sal e pimenta-do-reino a gosto Noz-moscada em pó (opcional) 3 a 4 colheres (sopa) de kirsch ou conhaque 2 pães, bengala ou filão, com a casca, cortados em pedaços Modo de Preparo Em uma vasilha, misture o queijo com a farinha de trigo. Esfregue alho na parte interna da panela para fondue. Despeje o vinho na panela e leve ao fogo até começar a borbulhar. Junte o queijo aos poucos, mexendo até que derreta por completo. Tempere a gosto com sal e pimenta e, se desejar, com noz-moscada. Acrescente o kirsch ou o conhaque. Leve a panela à mesa sobre o réchaud (suporte para panela com fogareiro). Deixe esfriar um pouco antes de comer. Sirva com pedacinhos de pão.




Veja também

As vantagens e desvantagens dos fones de ouvido sem fio

O que é gastronomia molecular?

Reserva online