Na hora de viajar, sempre surge uma dúvida sobre o que pode e o que não na hora de transportar bebidas alcoólicas. Você sabe o que fazer?

Certamente você já fez uma viagem marcante e desejou levar consigo uma pequena lembrança, certo? É muito comum que essa lembrança seja em forma de bebida alcoólica, principalmente se a viagem for internacional e você deseja relembrar aquele gostinho maravilhoso de um vinho italiano ou de um whisky escocês.

Entretanto, é preciso entender que existem regras diferentes para trazer bebidas na bagagem em voos nacionais e voos internacionais. Vamos conhecer quais são?

Voos nacionais

Nos voos dentro do Brasil, você pode levar na bagagem de mão até cinco garrafas de vinho, whisky, cerveja ou qualquer outra bebida que não ultrapasse 70% de álcool. Outra regra importante é que cada garrafa não ultrapasse um litro.

Voos internacionais

Em voos internacionais, não tem jeito, se estiver levando ou trazendo bebidas alcoólicas na bagagem, você irá precisar despachar dentro da mala, e não na bagagem de mão. Apesar de ser permitido, é muito arriscado levar garrafas, principalmente de vidro, dentro da mala, pois é possível que elas acabem quebrando durante o transporte.

Você até pode levar bebidas alcoólicas – e outros líquidos – dentro do avião, mas a regra é extremamente rígida e exige que os qualquer tipo de líquido esteja separado em embalagens de, no máximo 100 ml, que somadas não tenham mais de um litro.

Por isso, se você estiver fora do país e deseja levar uma preciosa garrafa de presente para um amigo, saiba que precisará ter muito cuidado no despacho. A dica é enrolar plástico bolha e torcer para que ela chegue inteira ao destino. Se não tiver um material assim na viagem, vale a pena enrolar o recipiente em roupas ou toalhas para aliviar um possível impacto no viagem de volta para casa.




Veja também

Como escrever um e-mail corporativo?

5 ótimos passeios bate e volta saindo de Curitiba

Reserva online