Antes de embarcar rumo a sua viagem, é preciso escolher qual é o tipo de bagagem mais adequado a sua aventura

Se você, assim como nós, é apaixonado por viagens, sabe que o momento de arrumar a mala é um dos passos mais importantes rumo ao novo destino. É preciso definir o que levar, separar as roupas adequadas e todos os acessórios indispensáveis. Entretanto, essa escolha começa bem antes, com o tipo de bagagem.

Você prefere mala de mão, rodinha ou mochila? Embora cada viajante tenha um perfil, um estilo e uma preferência particular, algumas características de cada um desses tipos de bagagem precisam ser levadas em consideração.

Qual a melhor opção?

Alguns preferem as tradicionais rodinhas, por serem fáceis de carregar. Outros optam pela mala de mão, principalmente para viagens mais curtas e objetivas. E aqueles que optam pelo estilo aventureiro acabam escolhendo a mochila. Mas, afinal, o que levar em consideração?

Mala de mão:

É importante dizer que a mala de mão não é a opção mais prática, afinal, dependendo da escolha dos itens que estarão nela, o peso da bagagem pode ser um grande problema.

Se você não tiver nenhum problema em carregá-la na mão ou nos ombros para todos os lados, talvez essa seja opção a se considerar, mas tenha em mente que a praticidade não é o forte deste tipo de bagagem.

Ela é mais indicada para quem irá viajar de carro, por exemplo, no qual o tempo de carregamento é quase inexistente. Uma das vantagens desse tipo de mala é a necessidade do viajante levar apenas o necessário, além de serem mais estilosas.

Veja mais:

Ao viajar, posso trazer bebidas na bagagem? 

Novas regras de bagagem: dicas para sua viagem de negócios 

O que fazer se sua mala for extraviada 

Malas com rodinhas

Não há como não destacar a praticidade deste tipo de bagagem, uma vez que ela poupa esforço em carregar peso durante a viagem e permite que o viajante organize melhor seus pertences no interior da mala.

Porém, as malas com rodinhas possuem uma desvantagem que precisa ser mencionada. Eventualmente, você terá que despachá-la, pois será bem difícil carregá-las no bagageiro do avião ou do ônibus, visto que as dimensões de grande parte dos modelos não permitem – embora haja versões menores que são aceitas como bagagem de mão.

Além disso, as malas com rodinhas acabam permitindo um exagero muito maior em roupas, acessórios e lembranças da viagem. Por isso, a cautela na hora de fazer as malas deve ser maior.

Mochila

A mochila é um caso muito peculiar, pois geralmente são mais usadas por viajantes jovens, que passam por diversos destinos na mesma viagem, os famosos mochilões. Por isso, se sua viagem não for nesse estilo, é melhor repensar sua escolha.

Vale ressaltar que a mochila precisa ser escolhida com muito cuidado, pois deve conter uma estrutura necessária para suportar e distribuir o peso, de forma adequada, nas costas do viajante.

Uma das grandes vantagens desse tipo de bagagem é a facilidade de deslocamento, com mais rapidez e agilidade, sem nenhum tipo de peso exacerbado e desnecessário. Porém, o preparo físico e o estado de saúde do viajante é fundamental ao se fazer essa escolha.

Seja qual for o seu destino e o meio de transporte utilizado, vale a pena pesquisar sobre as regras atuais de bagagem da sua companhia. Elas definem os tamanhos e peso permitido por cada tipo de mala, assim como se será necessário despachar ou não.




Veja também

Como identificar câmeras ocultas em Airbnb?

Como programar uma viagem de moto?

Reserva online