Descubra

Hotel Deville Prime Campo Grande
10 de Abril de 2015
Morada dos Baís

A Morada dos Baís foi construída entre 1913 e 1918, tornando-se um dos primeiros sobrados em alvenaria de Campo Grande e servindo de moradia para a família de Bernardo Franco Baís. O autor do projeto foi o engenheiro João Pandiá Calógeras, e a construção foi feita pelo Sr. Matias, imigrante italiano, acompanhada pelo próprio Bernardo Franco Baís. A obra, concluída em 1918, passou à residência da família até 1938. A partir da década de 40, a administração do local passou para Nominando Pimentel, que transformou a casa em pensão, Pensão Pimentel.  Em 29 de junho de 1974, ocorre um grande incêndio no prédio, destruindo todo o madeiramento da cobertura, telhas de ardósia e pisos de madeira. Na reforma, pela impossibilidade de se conseguir as telhas originais, a cobertura foi feita com telhas de barro tipo francesa. Em 1979, a Pensão Pimentel deixa de existir, sendo o prédio destinado a diversos usos comerciais: sapataria, escola de rádio e TV, casa lotérica, alfaiataria, até entrar em período de abandono e depredação. Tombada como Patrimônio Histórico em 1986, a morada foi restaurada em 1994, quando afrescos foram recuperados. Desde 1995, o lugar se tornou centro cultural aberto ao público, de terça a domingo, dispondo de setores de informação e exposições de artes mantidos pela Fundac, Sebrae e algumas universidades. São três salas reservadas para mostras, espaço de apresentações musicais, restaurante e o espaço Lídia Baís, filha de Bernardo e uma das primeiras artistas da cidade. Onde (endereço): Avenida Noroeste, 5140 – Centro – Campo Grande/MS Horário funcionamento: Terça-feira a Sábado, das 08h às 19h, aos Domingos, das 09h às 12h Distância do hotel para o local: 7,1 km (aproximadamente 13 minutos de carro) Maiores informações:  (67) 3314-3693

 

Compartilhe
Reserva online