Entrevistamos André Bustamante, Gerente de Processos e Projetos da Rede Deville, que completa 11 anos de trajetória na empresa.

Iniciamos um projeto muito especial para todos nós da Rede de Hotéis Deville. Mensalmente, traremos aqui no blog a entrevista de um profissional Deville, responsável por auxiliar toda a Rede a ter sucesso em suas atividades diárias.

O primeiro entrevistado é André Bustamante, Gerente de Processos e Projetos da Rede Deville, que está há 11 anos na empresa. Sua função é otimizar os resultados do trabalho e melhorar, de forma contínua, os processos organizacionais, visando diminuir desperdícios de recursos e aumentar a possibilidade de alcançar as metas estabelecidas.

Para que você entenda melhor a importância deste trabalho, fizemos algumas perguntas ao André, que contou um pouquinho sobre sua rotina, sua história e vivência dentro da Rede Deville. Confira:

Quais são as responsabilidades e tarefas de um Gerente de Processos e Projetos?

Sou responsável por otimizar os resultados da empresa através da padronização e melhoria contínua de processos e rotinas de trabalho, do gerenciamento de projetos e do alinhamento destas iniciativas com os objetivos estratégicos da rede.

Na prática, eu atuo sempre em conjunto com os demais gestores, de todos os setores da empresa, para que juntos possamos planejar e executar ações que visam melhorar a performance das suas áreas, evitando desperdícios de recursos e maximizando a chance de alcançar suas metas.

Qual é a importância de uma área de Processos e Projetos dentro da Rede Deville?

A empresa é pautada pelo compromisso com a qualidade e a excelência na prestação de serviços, buscando sempre superar as expectativas de todos seus stakeholders.

Para que isto seja possível, é preciso ter processos, infraestrutura e pessoas muito bem alinhadas. Acredito que minha área vem contribuindo com a rede, pois estamos sempre focados em ações que efetivamente geram resultados e, da mesma forma, garantindo que o ciclo de gerenciamento nunca pare de rodar.

Como começou sua jornada dentro dos Hotéis Deville?

Eu trabalhava em um hotel de Curitiba que passou a ser administrado pela Rede Deville, em 2008. Estava no setor de Reservas do hotel e a Rede tinha uma vaga em aberto para a Coordenação da Central de Reservas. Como o setor de reservas deste hotel que integrou o grupo seria extinto, fui então convidado a participar do processo seletivo e acabei sendo contratado pelo Deville para coordenar a central. Fiquei nessa posição por quase dois anos.

O que mudou de lá para cá?

Estou há 11 anos no Deville. Neste tempo vi a empresa se profissionalizando, investindo bastante em tecnologia, pessoas, processos e na revitalização dos seus hotéis. Aprimorou seu modelo de gestão e quebrou alguns paradigmas.

Com seus 45 anos de existência, a Rede Deville continua sendo uma empresa sólida, fiel aos seus princípios, valores e também à razão de sua existência.

Seu estilo de gestão, mesmo com erros e acertos, trouxe a empresa com sucesso até aqui. Apesar disso, ela não se acomodou. O Deville continua sempre em constante movimento para se aprimorar. Hoje podemos dizer, sem dúvida, que temos um modelo de governança e gestão de negócio de qualidade, com um excelente time de profissionais dedicados e muito competentes.

Qual é o aspecto que mais te agrada em trabalhar no Deville?

A transparência, seriedade e humildade na condução do negócio são alguns dos diferenciais do Deville. Isto, sem dúvida, transmite bastante confiança e credibilidade.

Você lembra de algum episódio especial que marcou a sua trajetória no hotel?

Com certeza foi o projeto de implantação das práticas de gestão de processos. Não apenas a execução do projeto (que durou 3 anos), mas principalmente os dois anos seguintes, que foram cruciais para que as novas ferramentas de gestão não fossem abandonadas com o passar do tempo.

Foi um trabalho bastante desafiador fazer com que a empresa mudasse alguns hábitos, sem contar mais com a consultoria que estava no projeto – nessas horas, o “santo de casa” não faz milagre mesmo… (risos). Eram novas práticas que batiam de frente com a cultura organizacional.

Então se não houvesse persistência e muito diálogo, correríamos sérios riscos de jogar fora todo o investimento que havia sido feito. Hoje completamos 8 anos de gestão de processos na Rede Deville, com muitas vitórias para contar e agora muito mais preparados para enfrentar os desafios, como ocorreu com esta última crise econômica.

Assim como André e seu trabalho diário, existem inúmeros profissionais que nos ajudam a transformar a Rede de Hotéis Deville em um verdadeiro sucesso. Fique de olho e acompanhe as próximas entrevistas!




Veja também

4 vinícolas para visitar na serra catarinense

Como identificar câmeras ocultas em Airbnb?

Reserva online