Conhecer as pessoas certas é a chave para quem quer progredir na carreira. Em certo ponto da vida profissional, novas oportunidades podem surgir, como a de viajar a outros países a negócios ou encontrar executivos estrangeiros no Brasil. E o cuidado em expandir o networking nestas ocasiões permanece. Mas como trazer e manter esses contatos profissionais de outros países na agenda? A consultora da Lee Hecht Harrison | DBM, Soraya Calvo, explica que o networking internacional pode assumir uma função altamente estratégica. “Ele abre a possibilidade de ter feedbacks da sua atuação sob uma perspectiva cultural diferente, de seus projetos terem um alcance maior e é uma oportunidade de garantir a projeção do seu nome em nível internacional”, diz. Veja cinco dicas para começar seu networking internacional: Estude a cultura local: antes de viajar, é importante estudar sobre os costumes locais e conversar com outros profissionais da empresa que já estiveram no país ou filial da instituição. Lembre-se de que todas as pessoas são fonte de contato, não devendo excluir ninguém por conta de cargo ou status social. “Todos podem contribuir positivamente para a vida do outro em momentos de necessidade, a ajuda pode vir de qualquer nível ou lugar”, afirma Soraya. Ao receber estrangeiros, ajude-os na ambientação: geralmente, o executivo que vem ao país não sabe muito sobre a cultura e tem pouco contato com brasileiros. Ao ajudar na ambientação à cultura organizacional local ou em outros momentos, será lembrado pelos visitantes, o que é essencial no networking. Saber se expressar bem em outra língua também traz pontos positivos, já que garante um relacionamento rico. Mostre interesse verdadeiro: não se relacione apenas pelo ganho profissional no curto prazo. Ter interesse em conhecer a pessoa e a sua cultura auxilia a manter o contato. Redes Sociais: manter contato com os estrangeiros através da internet pode ser uma boa opção, mas é importantenão confundir uma rede social com uma rede corporativa. Avalie o que você quer que as pessoas saibam em cada rede. “O LinkedIn cada vez mais se consolida como uma rede de relacionamento executiva, onde a etiqueta é similar à utilizada nas empresas e o cuidado com a imagem e conteúdo compartilhado é o mesmo que se tem no convívio social corporativo”, destaca a consultora. Cuidados na forma de contato: “Para manter uma rede de networking viva, independentemente de sua nacionalidade, basta não usá-la apenas quando for cômodo ou necessário”, diz Soraya. Segundo ela, relacionamentos são criados a partir de ações do dia a dia e o networking também depende disso. Procure ter um contato agradável com a pessoa, mas sempre no âmbito profissional, sem procurar intimidade. Você possui contatos de trabalho internacionais? Quais cuidados você tem para mantê-los ativos?




Veja também

5 sites para encontrar histórias incríveis de viagem

Viagens curtas de carro são opção durante a pandemia

Reserva online