Carreira e Negócios

Empregos temporários

Por admin em 29 de novembro de 2011

Festas de final de ano, férias e a chegada do verão aquecem as várias áreas da economia. Supermercados, clínicas de estética, empresas de eventos, fábricas, lojas, confeitarias, segurança e todos os tipos de comércio e serviços abrem vagas para o trabalho temporário. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem), até o início do próximo ano deverão ser abertas 147 mil vagas para trabalho temporário em todo o país. O período é ideal não só para quem está entrando no mercado, mas também para quem busca novas experiências ou simplesmente pretende fazer um pé de meia. Além disso, a demanda de mão de obra temporária pode ser o caminho para uma contratação futura. Estima-se que todos os anos cerca de 30% dos trabalhadores temporários sejam contratados para o quadro efetivo das empresas. No setor de turismo e hotelaria também não é diferente. Quem se interessa pela carreira, tem no período de dezembro a março a chance de ingressar no mercado de trabalho e vivenciar na prática a realidade da profissão. Como buscar uma vaga Grande parte dos postos de trabalho costuma estar ligada a área de comércio e indústria de bens de consumo. Por isso o ideal é “bater perna” pelas principais áreas comerciais e shopings da cidade, preenchendo fichas, entregando currículos e pesquisando as vagas ofertadas. A Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem), também oferece uma área de cadastro para candidatos em seu site. Para as vagas de vendedor, promotor e atendente de comércio, geralmente não é preciso ter experiência na função e as empresas disponibilizam treinamento para o trabalho temporário. Nas outras áreas alguns requisitos são fundamentais: segundo grau completo, formação técnica (alguns cargos em indústrias e na maioria das áreas ligadas a saúde e estética) e domínio de língua estrangeira para o setor de hotelaria e turismo. Direitos e deveres O trabalhador temporário também tem garantias e direitos assegurados pela lei. Deve receber salário equivalente aos outros empregados que exercem a mesma função; deve cumprir jornada de 08 horas diárias; tem direito a adicional noturno, férias proporcionais, décimo terceiro salário e FGTS. O contrato de trabalho temporário tem duração de três meses e pode ser prorrogado apenas uma vez caso a empresa justifique a necessidade.




Veja também

5 diferenciais dos Hotéis Deville para quem curte praticar atividades físicas

6 dicas para tirar fotos em pontos turísticos

Reserva online