Para se aproximar de clientes e fornecedores ou para colocar em evidência um produto ou serviço, sua empresa pretende organizar um evento. Mas como fazer para que nada falte e os convidados saiam satisfeitos com o encontro? Segundo a proprietária e organizadora de eventos da Duran Organização de Eventos, Débora Simone Sodré Camargo, o primeiro passo é encontrar um local adequado para o número de pessoas que estarão presentes no evento. Então, verificar se o espaço oferece mesas, cadeiras, alimentação e outras necessidades. “Partindo disso, deve-se buscar fornecedores para disponibilizar o que falta. As características todos os detalhes vão depender do que a empresa quer apresentar ou de qual é o perfil dos convidados para o evento”, explica. Para não errar, o mais adequado é escolher um profissional que trabalha com eventos e que já tenha uma equipe de confiança formada. É importante verificar há quanto tempo cada empresa está no mercado, para evitar entrar em uma fria. Na rede de hotéis Deville, por exemplo, todas as unidades possuem equipes especializadas para organizar eventos. Elas fazem desde o orçamento até a montagem da sala, organização de refeições e acompanhamento do evento. A mobília, louças e toalhas de mesa são fornecidas pelo hotel. Os equipamentos e técnicos audiovisuais, à parte, são de empresas terceirizadas, mas exclusivas de cada unidade. “Pedir indicações de fornecedores bons para outras pessoas também é de grande ajuda para que tudo dê certo. Às vezes você leva uma pessoa de fora e é complicado porque eles já têm alguém dentro da casa que presta aquele serviço”, conta ela. Detalhes que fazem a diferença Pequenas ações fazem a diferença. Mas, cada detalhe também quer dizer custo, então é preciso pensar em quanto a empresa está disposta a investir. Apesar de um evento para clientes e fornecedores ser diferente, por exemplo, de uma festa de fim de ano da empresa, surpreender com uma atração interessante anima qualquer pessoa. O elemento surpresa quebra, de certa forma, a seriedade. “O convidado entrou no espaço do evento e já deve ser acolhido. Vai depender do bolso servir coffee break ou não. É sempre de bom tom ter uma água, para dar o mínimo de conforto a ele. Um evento corporativo de 1h30 pede no mínimo um lanchinho. Com três horas, deve ser algo mais elaborado”. Questões como se o ambiente dispõe de ar-condicionado ou não, para evitar que as pessoas passem frio ou calor, devem ser levadas em consideração dependendo do clima da cidade. Tudo isso deve ser pensado como parte do investimento no bem-estar dos convidados. Confira nossos salões para eventos corporativos Em Salvador, no Deville Prime Salvador Em Cuiabá, no Deville Prime Cuiabá Em Porto Alegre, no Deville Prime Porto Alegre Em Campo Grande, no Deville Prime Campo Grande Em Curitiba, no Deville Business Curitiba Em Maringá, no Deville Business Maringá Em Cascavel, no Deville Express Cascavel Em Guaíra, no Deville Express Guaíra  




Veja também

Deville Express Cascavel promove 2ª Feira de Noivas

O que fazer em Campo Grande?

Reserva online