Empresas grandes e pequenas contratam o trabalho de um consultor para analisar e implementar projetos, estruturar as áreas de trabalho da organização e, em casos 00M-503mais extremos, salvar um negócio. Luciano Terra, consultor na área de gestão estratégica de serviços há mais de 20 anos, diz que existem dois cenários bem distintos no campo da consultoria. Empresas maiores frequentemente procuram os serviços de um consultor para realizar projetos específicos, quando falta tempo na agenda dos líderes da companhia para executarem tais trabalhos. As empresas de pequeno porte, como desconhecem o papel do consultor, deixam para recorrer a esses profissionais em tempos difíceis. “As pequenas procuram o consultor quando estão mal, para que ele ajude a reerguer ou salvar os negócios”, complementa. Segundo Terra, os diretores e donos de qualquer organização precisam ter em mente que a tarefa de um profissional de consultoria é trazer novos conhecimentos para a empresa e trabalhar em parceira com os funcionários para promover o crescimento dos negócios. “O consultor não vai mandar na empresa ou tomar o lugar de alguém. O empresário, como não tem tempo e na falta de mão de obra qualificada, contrata um consultor que entra A2150-537temporariamente na empresa, trabalha nela e a deixa estruturada para que continue a crescer. É um custo provisório e a organização ganha bastante nesse sentido”, explica. O tempo em que o consultor ficará na empresa, dependerá do motivo pelo qual será contratado. Ele pode ser chamado não só para tocar projetos específicos, como para treinar pessoal interno ou terceirizado e emitir parecer técnico. O papel dele na empresa também irá estipular o número de visitas a realizar na organização mensalmente. Como contratar um consultor? Não existe um curso direcionado para formação de consultores. Quem resolve trabalhar com consultoria geralmente tem uma vasta experiência no mercado. Por isso, para encontrar o profissional correto para atuar na área que a companhia precisa, é necessário conferir o portfólio e buscar referências nas empresas onde o consultor já realizou projetos. O valor estipulado pelo consultor também pode indicar a competência profissional. De acordo com Terra, pessoas cobram muito barato como estratégia para entrar no mercado ou quando não têm condições de obter os resultados esperados pela empresa. Ainda é preciso procurar pelo consultor especialista na área onde a companhia pretende executar o projeto. “Costumo exemplificar a consultoria com a área médica. Têm consultores que são como clínicos: atendem todas as pessoas e, se percebem que é necessário, encaminham para um especialista. O mesmo acontece na consultoria. Têm consultores que conseguem atender vários setores da empresa e quando precisam, indicam um profissional especializado num determinado assunto para tocar o trabalho”, diz.




Veja também

Marinheiro de primeira viagem? Tire suas dúvidas viagens de cruzeiro

O que você precisa saber para o seu evento ser um sucesso

Reserva online